Parashah – TAZRIA

27.TAZRIA – Sefer Vaikrá (Lv.) 12:1 – 13:59
Reflexão:
O texto da presente parashah, fala-nos de forma muito clara da kasherut do corpo. Certamente não foi em vão que D-us falou através de Mosheh os cuidados que devemos ter na apresentação física de nosso corpo que com certeza se reflete em cheio no “corpo espiritual”. Acredito que pela forma apresentada do texto na Torah, dispensa maiores comentários e por tal singeleza, nos oportuniza em deixarmos de comentar a área humanamente falando para debruçarmos sobre o texto para então traçarmos uma analogia entre o físico e o espiritual.
Assim sendo, proponho uma analogia, que não é de minha criação, como veremos logo no texto apresentado pelo profeta Isaias, pois na minha ótica realmente há tal analogia, quando se descreve a relação entre D-us e o povo judeu, com o amor entre marido e mulher.
Na condição humana, esta relação é multidimensional, incluído os níveis mais profundos de intimidade. De modo semelhante, o amor entre D-us e o povo judeu é uma união complexa e dinâmica. O Santo – Bendito Seja – e Israel são um, unidos num elo ardente. O que nos garante tal analogia é o fato do profeta utilizar a comparação: Teu Criador é teu marido. Is.54:5.
O relacionamento entre nós e D-us é mais que o compromisso matrimonial tanto no plano moral como na intimidade física. É mais que uma conexão entre homem e mulher onde vida nova é concebida. Nesta forma análoga, no que diz respeito ao elo entre D-us e o povo judeu, a reação cria vitalidade.
Plantando Sementes
Examinando o início do segundo pasuk lemos: Quando uma mulher conceber e der à luz… Podemos dizer que neste caso a “mulher” refere-se ao povo judeu, que traz vida nova para o mundo. Mais particularmente, Tazria, traduzida como conceber significa ‘gerar semente’. Esta palavra também tem significado metafórico. Pois ao plantarmos uma semente na terra, ela precisa inicialmente se decompor, morrer. Só então o potencial de crescimento da terra será realizado. O fruto supremo será a Redenção, a Era em que florescerá a Divindade investida no mundo pelo serviço divino do povo judeu durante milhares de anos. Isto reformulará a constituição da sua natureza divina, com certeza esta Redenção nunca será seguida por exílio. Pois a Divindade nunca mais ficará oculta.
A maravilha da Concepção
Nossos sábios interpretam a expressão, quando uma mulher conceber, como dando a entender que é ela quem inicia a intensificação do relacionamento. De modo semelhante, no análogo, a implicação é que o ser humano não apenas reage a D-us, mas também sintoniza o âmago de seu ser, juntando a energia necessária para elevar sua ligação com Ele. Com base nisto, podemos entender a razão do versículo acentuar a importância da concepção mais que da nascimento. Embora vida nova seja trazida para o mundo no nascimento, o feto já existe, a concepção é o exemplo mais próximo à criação de algo a partir do nada.
D-us concedeu Sua essência para o homem, e assim, o cerne de cada alma é ‘uma verdadeira partícula de D-us’, como tal, o homem também tem um poder na criação, mas de modo contrário, vive neste mundo material, e faz ‘nada a partir de algo’, revelando o potencial Divino que existe dentro de si e de seu ambiente efêmero. Este é o poder de concepção que a ‘mulher’ (a humanidade) possui. Por meio da expressão deste potencial, tornamo-nos ‘parceiros de D-us na Criação’, transformando o mundo numa morada para Ele.
Pensemos nisto!
Shabat Shalom !
Moshe ben Mazal


  • Categorias

  • Arquivos

    • Leitura

Parashah – SHEMINI

PARASHAH 26.SHEMINI – Vaicrá (Lv.) 9:1 – 11:47 Reflexão: A leitura desta parashah inicia com o texto de Vaicrá (Lv.) 9:1, 2 – 1. Ora, ao dia oitavo, Mosheh chamou a Arão (Haron) e seus filhos, e os anciãos de Israel, 2. e disse a Arão (Haron): Toma um bezerro tenro para oferta pelo pecado, [...]


Continue lendo Parashah – SHEMINI

Parashah – TZAV

25.TZAV (Lv.) 6:1 – 8:36 Reflexão SACRIFÍCIOS Considerando que a revelação era o meio que D-us usava para aproximar-se de seu povo, assim o sacrifício era o meio pelo qual o povo podia aproximar-se de D-us. O Eterno ordenou: Ninguém aparecerá vazio diante de mim (Ex.34:20; Dt.16:16). Como se originou a idéia do sacrifício? O [...]


Continue lendo Parashah – TZAV

Parashah – PEDUDEI

23.PEKUDEI – (Ex.) 38:21 – 40:38 Reflexão: Nesta parashah colhemos importantes informações, quais sejam: 1ª – Verificando o pasuk 21, lemos: Esta é a enumeração das coisas para o Tabernáculo, a saber, o Tabernáculo do testemunho, que por ordem de Mosheh foram contadas . . . Como já fiz menção numa parashah anterior, todos nós [...]


Continue lendo Parashah – PEDUDEI

Parashah – TETZAVEH

20.TETZAVEH – (Ex.) 27:20 – 30:10 1º – BÊNÇÃOS PARA A LEITURA NA TORAH. Antes de iniciar a Leitura da Torah e no final da leitura da mesma, recita-se as respectivas bênçãos. Benção inicial: O chamado: Barechú et Adonay hamevorach. O oficiante: Baruch Adonay hamevorach. O chamado: Baruch Adonay hamevorach leolám vaéd. Baruch leolám vaéd. [...]


Continue lendo Parashah – TETZAVEH

Parashah – T’RUMAH

PARASHAH – T’RUMAH BÊNÇÃOS PARA A LEITURA NA TORAH. Antes de iniciar a Leitura da Torah e no final da leitura da mesma, recita-se as respectivas bênçãos. Benção inicial: O chamado: Barechú et Adonay hamevorach. O oficiante: Baruch Adonay hamevorach. O chamado: Baruch Adonay hamevorach leolám vaéd. Baruch leolám vaéd. Baruch Atá Adonay, Elohénu Mélech [...]


Continue lendo Parashah – T’RUMAH

Parashah: MISHPATIM

18. MISHPATIM – (Ex.) 21:1 – 24:18 Reflexão: No presente estudo, damos destaques a dois temas, quais sejam: 1 – A Vida em Sociedade e 2 – A Confirmação do Pacto. A vida em sociedade – Após a entrega por D-us dos Dez Mandamentos, D-us “detalhou” as leis que traçariam o perfil de conduta do [...]


Continue lendo Parashah: MISHPATIM

Parashah – YTRÓ

17.YITRÔ – (Ex.) 18:1 – 20: 26. Reflexão: Esta parashah enfoca três temas básicos: O reencontro da família de Moisés, Moisés sobe ao Monte Sinai e Os Dez Mandamentos. A visita de Jetro. Que é isto que tu fazes ao povo? (Porção do pasuk 14, pereq 18). Jetro entendeu logo que era necessário Mosheh preparar [...]


Continue lendo Parashah – YTRÓ

Parashah – B’SHALAR

16.B’SHALACH – (Ex.) 13: 17 – 17:16 Reflexão: A parashah Beshalach apresenta quatro tópicos distintos, quais sejam: a. Marchando em direção ao Mar Vermelho: No texto vemos que D-us foi o estrategista da rota na marcha do povo hebreu. Sua presença foi constante durante os quarenta anos no deserto, pois Ele estava presente na nuvem [...]


Continue lendo Parashah – B’SHALAR

Parashah – BÓ

15.BÓ – (Ex.) 10: 1– 15: 16. Reflexão: A dureza do coração de Faraó: Após os primeiros milagres de Mosheh e Haron, estes foram imitados pelos magos e como conseqüência Faraó colocou em xeque o poder de D-us. Mas a “alegria” do Faraó durou pouco, pois quando a vara Haron a sobrepôs ao poder das [...]


Continue lendo Parashah – BÓ

Parashah – SHEMOT

13.SHEMÓT – Shemot (Ex.) 1:1 – 6 :1 Uma Reflexão: D-us levanta um líder. A escravidão no Egito: Acompanhando a exposição do texto, observamos que já se passaram quase três séculos desde a morte de Yossef e que os setenta hebreus que chegaram ao Egito (Mitzraim) agora são centenas de milhares o que representa um [...]


Continue lendo Parashah – SHEMOT